Canastra Suja é um daqueles filmes que consegue bastante prestígio. Com muitas qualidades, o longa brasileiro se destacou no ano de 2017 ao receber vários prêmios em festivais de São Paulo e Los Angeles.

Quase todo o elenco participou da pré-estreia, que aconteceu na última terça-feira (19) no Rio de Janeiro. Com a presença de vários jornalistas e veículos, o filme gerava grande expectativa. E no final da sessão veio o resultado: o filme foi muito aplaudido.

Em tempo recorde de cinco meses, Canastra Suja foi filmado em Vargem Grande (RJ). Feito de forma independente, o Canal Brasil entrou como apoiador para finalizá-lo.

Este é o quarto longa-metragem de Caio Sóh, que também tem uma trajetória no teatro e no circo. E em entrevista, ele nos falou sobre seu processo de trabalho no filme:

“Acho que tudo funcionou muito naturalmente, assim… as coisas [escrever, dirigir e produzir] viraram uma só desde o começo”, disse ele, que trabalhou nas três funções ao mesmo tempo. “Eu já fui escrevendo para o que eu conseguia produzir e o que eu conseguia dirigir, e vice-versa. Ora produzia e depois ia escrever. Então é um projeto com pouco orçamento e que tem essas três funções, em que tudo se complementa.”

Caio Sóh em coletiva de Canastra Suja / Reprodução / Portal Splish Splash

Com 39 anos e reconhecido pelas obras Minutos Atrás e Por Trás do Céu, Sóh também é poeta e compositor, além de ter fundado o Movimento Cinema Bruto – um projeto que visa a produção de filmes independentes como Canastra Suja.

Neste novo filme, Sóh traz a história de uma família que guarda terríveis segredos. Com um elenco formado por atores como Adriana Esteves, Bianca Bin e Marco Ricca, ao longo do filme descobrimos toda a verdade de cada integrante dessa família e vemos como o conceito familiar desaba aos poucos.

“Eu tentei trabalhar com personagens do cotidiano, família mesmo. Tem uns que são bem clichês até, né: o pai, a mãe, o filho… Colocar essa família “normal”, a princípio de todos nós, pro jogo. Começar a por conflitos, transformando em arte e dramaturgia. A partir disso e da escolha das figuras comecei a construir esse jogo.”, nos contou Sóh, que agora está editando Hashtag – seu próximo longa.

Cena de Canastra Suja

O fotógrafo Azul Serra aqui repete sua parceria com Sóh. Serra também foi responsável pela fotografia das produções anteriores do diretor e recentemente se destacou com seu trabalho em Aos Teus Olhos – filme estrelado por Daniel de Oliveira.

Um dos destaques do elenco de Canastra Suja é o ator Pedro Nercessian, que interpreta Pedro – um dos três filhos de Maria (Adriana Esteves) e Batista (Marco Ricca). O personagem dele vive vários dilemas e é um dos responsáveis pelo humor presente no filme.

“Na verdade, o humor veio de uma situação de incômodo dele. Não foi nem uma coisa que eu busquei muito”, nos revelou Nercessian, que recebeu o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante pela atuação, em um festival brasileiro em Los Angeles. “É óbvio que em algum lugar, eu sabia que aquilo podia ser engraçado e tudo mais. Mas deixei isso em segundo plano. Primeiro eu me vi no constrangimento de alguém… um spoilerzinho: que se prostituiu para conseguir uma grana, mas sem querer muito. Um cara que não tem muito jeito pra esse tipo de coisa. Então acho que o humor ficou muito mais na situação, do que qualquer coisa que a gente tenha trabalhado em tela.”

Pedro Nercessian em cena de Canastra Suja

O ator comentou que, além do nome, ele se identificou bastante com o personagem:

“O resto da preparação foi muito tranquilo pra mim pois cresci em Jacarepaguá [bairro do RJ], então essa figura de garoto da Zona Oeste, que não chega a ser miserável, mas também não é rico, flerta com uma dificuldade financeira. Isso foi mais comum pra mim. Foi de certa maneira tranquilo.”

Nercessian protagoniza várias cenas bastante intensas no filme. E no final da entrevista, ele falou da que mais encontrou dificuldade em fazer:

“A cena que mais tive dificuldade é uma que todo mundo adora, mas pra mim foi muito difícil. Foi a cena final, que aí eu não posso dizer qual é porque é um grande spoiler, mas tenho certeza que as pessoas vão assistir ao filme e vão ver essa cena, que está a família toda reunida. Enfim… Foi uma cena muito difícil nesse sentido, pois não tem um grande acontecimento em cena. E é isso que eu busco como ator: estar ali só fazendo, sem querer alcançar algo e chegar a lugar nenhum.”

Caio Sóh e Pedro Nercessian no programa O País do Cinema, do Canal Brasil / Reprodução / Globosat

————————

Canastra Suja estreia em 21 de junho nos cinemas. O filme foi o vencedor pelo júri popular da 35ª Mostra de Cinema Internacional de São Paulo; recebeu vários prêmios no Los Angeles Brazilian Film Festival 2017, incluindo os de Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Ator (Marco Ricca) e Melhor Ator Coadjuvante (Pedro Nercessian).

Não deixe de conferir a nossa crítica do filme, clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui