A série animada de Re:ZERO estreou no Japão em 2016, ganhando popularidade entre animes isekai e conquistando tanto o público quanto os críticos. A segunda temporada estava prevista para abril deste ano, mas, por conta da pandemia de coronavírus, acabou sendo adiada para julho. Felizmente, para preencher o vazio dos fãs, a Crunchyroll trouxe para o Brasil o OVA (Original Video Animation) The Frozen Bond (Laços Congelados), que funciona como um prelúdio da série principal, com foco na personagem Emilia. Adaptando a light novel de mesmo nome, a história é centrada na relação entre a meio-elfa e o espírito Pack, mostrando como os dois se conheceram e fizeram um contrato.

Desde a cena de abertura, o especial se propõe a retratar os dramas pessoais de Emilia. Entre eles, está o fato dela ter a mesma aparência da Bruxa da Inveja e, por conta disso, ser temida por todos. A primeira metade da animação apresenta seu período de isolamento de forma lenta e silenciosa, onde acompanhamos sua rotina solitária, intensificada pelo clima frio. Esse elemento está presente durante toda produção e relaciona-se tanto com seus poderes de gelo quanto com a frieza com a qual a tratam, tornando a narrativa ainda mais melancólica.

Pack e Emilia contam com muita química e apresentam muita naturalidade nos diálogos. A meio-elfa é mostrada como uma garota gentil e bondosa, mesmo com todas as adversidades que enfrenta. Já Pack oferece diversas camadas, pois, ainda que seja apenas um mascote, o espírito conta com senso de humor, sadismo e revela seu verdadeiro poder – que apareceu muito pouco no seriado. Ainda vale mencionar a forma como a animação trabalha os antagonistas, deixando-os mais interessantes do que parecem a princípio.

A narrativa é conduzida sem pressa e de maneira muito consciente, com um ótimo ritmo. No primeiro ato, a história consegue nos colocar dentro da cabeça de Emilia, explorando seu psicológico através de sequências de pesadelo, por exemplo. A abordagem lembra o que acontece com Subaru no anime principal, inclusive. Porém, o último ato é mais longo do que deveria, principalmente por se passar durante um combate. É aquela velha questão dos animes em que os protagonistas param para conversar enquanto o inimigo fica apenas observando.

A qualidade da animação do estúdio White Fox é semelhante a um episódio normal da série – que é excelente -, mas ainda peca nas cenas de ação. Apesar das sequências com magia e o pouco do que é mostrado nas lutas ser impactante, senti falta de ver mais desses confrontos, que foram econômicos em sua duração. Há um momento em que a escala aumenta de forma épica até se tornar uma verdadeira batalha de kaijuus, mas o anime não entrega na hora da luta mesmo.

O especial também serve para mostrar o diferencial de Re:ZERO quando comparado a outros isekai. Neste caso, o universo criado por Tappei Nagatsuki é rico e interessante por si só, mesmo sem o protagonista do anime principal – que nem aparece. Graças ao seu carisma, Emilia provou que consegue carregar a história sozinha e, facilmente, poderia até mesmo estrelar uma série própria.

The Frozen Bond funciona muito bem como história de origem de uma das personagens mais populares do anime. É uma ótima oportunidade para os fãs conhecerem mais sobre Emilia e o próprio universo da série. Enquanto a segunda temporada não chega, assistir ao especial é uma excelente forma de matar a saudade da obra.

*Há uma cena pós-créditos.

Re:ZERO -Starting Life in Another World- The Frozen Bond está disponível na Crunchyroll com legendas em português.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui