O quão importante são seus amigos para você e até onde devemos ir para manter uma amizade? Essas perguntas são um bom resumo do divertido filme de comédia da Warner, Te Peguei!

Ninguém iria imaginar que um filme sobre adultos brincando de pique-pega seria interessante. No entanto, seguindo um roteiro mais leve e simples, o longa consegue agradar a maior parte do público, servindo como um ótimo passatempo.

O enredo é baseado em uma história real publicada no Wall Street Journal, que conta a história de um grupo de amigos que continuaram brincando de pique-pega por mais de trinta anos. Obviamente, a produção é bem mais exagerado do que o fato original, mas a premissa permanece a mesma.

Mas o filme não é uma comédia boba que existe apenas para nos fazer rir, pois ele também fala sobre a amizade e de problemas que passamos enquanto crescemos, mesmo não se aprofundando tanto assim nesses temas.

O roteiro é bom e cumpre seu papel em amarrar vários acontecimentos verdadeiros em uma história ficcional. Vários trechos do longa realmente aconteceram, mas não se conectam uns com os outros, tendo que ser adaptados para fazer sentido no enredo do filme. A jornada dos cinco amigos que tentam manter a tradição infantil mesmo enquanto adultos passa a fazer sentido graças à consistência da trama.

O ritmo do filme também ajuda a manter a história interessante, já que a trama envolve reunir o grupo de amigos que não moram mais na mesma cidade há anos, mostrando um pouco do passado de cada um e como eles estão hoje em dia (e permanecem amigos mesmo assim).

Os atores são todos muito bons, assumindo o papel de amigos de uma maneira crível e formidável. Esse talento é esperado de um elenco de peso como esse, tendo cada um aparecido em outras comédias, como Ed Helms (de Se Beber, Não Case!), ou até mesmo em outros gêneros, como Jeremy Renner (de Guerra ao Terror). Além dos principais, as esposas dos personagens – Anna (interpretada por Isla Fisher, de Truque de Mestre) e Susan (Leslie Bibb, de Homem de Ferro 2) – também se destacam como personagens chaves da trama, além da repórter que fez o artigo para o jornal, Rebecca (interpretada por Annabelle Wallis).

Outro fator que merece ser mencionado são as piadas, que conseguem manter um bom nível de humor sem cair no estereótipo de comédias adultas. O uso de palavrões e trocadilhos de duplo sentido é feito na média, sem exagero que comumente estraga várias comédias.

A trilha sonora não é tão memorável, mesmo usando algumas músicas conhecidas – como U Can’t Touch This, Crazy Train e Colors. No entanto, ela funciona para dar o clima nos momentos de ação, suspense e sentimentalismo, como nas vezes em que o grupo fala sobre sentir saudades da infância ou quando um dos personagens vai se casar.

Te Peguei! é uma comédia sem compromissos que consegue divertir o público e falar sobre assuntos do cotidiano, como amizade, crescer e se manter jovem mesmo depois de adulto. Sem se preocupar muito com detalhes, o longa cumpre seu papel como entretenimento e não cai no clichê de vários outros filmes do gênero, deixando de lado piadas muito rudes e sem sentido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui