No final de 2018, a Netflix trouxe para seu catálogo o longa Black Mirror: Bandersnatch, que logo se tornou muito popular pela novidade do recurso da interatividade fora das animações, na plataforma. A partir dessa experiência, sabíamos que seria apenas questão de tempo para que novos conteúdos como esse surgissem, e agora chegou a vez de Você Radical.

A série com temática de sobrevivência é estrelada por Bear Grylls, conhecido por apresentar o programa À Prova de Tudo, no Discovery. A ideia é colocá-lo em lugares extremos, enquanto o espectador será o responsável por decidir suas ações para lidar com as adversidades. Em meio a tantos programas com essa temática, este conta com um diferencial atraente e um dos especialistas mais populares da atualidade, se destacando dos demais.

Os oito episódios de 14 a 26 minutos exploram diferentes tipos de situações e são verdadeiras aulas de sobrevivência. Entre as lições que aprendemos estão: o que comer, onde dormir, como se localizar e muitas outras dicas úteis. Os biomas vão desde uma floresta da América Central até um cânion, passando, inclusive, pelos Alpes Suíços. Através deles, Grylls ensina o que fazer – e o que não fazer – em uma situação de risco ou regiões longe da civilização.

Uma das coisas mais legais dessa série é sua intenção, que não é necessariamente manter o Bear Grylls vivo até o final – até porque ele não morre em nenhuma opção. As alternativas apresentadas em tela sempre contam com riscos e são bem equilibradas, se tornando uma ótima forma de testar a velocidade do seu raciocínio. Não tem problema cometer erros, pois eles existem para que possamos aprender. O programa tem um caráter motivacional e didático, ensinando porque aquela decisão estava errada e sempre encorajando o público a nunca desistir.

Por um lado, o apresentador nunca realmente põe sua vida em risco, pois sabemos que tudo é roteirizado – o que fica ainda mais evidente pela montagem. Por outro, ele cumpre bem sua objetivo de ser um reality survival onde o espectador é ativo e sabe quais são as consequências de suas ações.

A série é muito bem filmada, apresentando a beleza natural dos locais escolhidos e fazendo com que a experiência seja a mais imersiva possível. Para isso, conta com câmeras subjetivas, além de outras posicionadas em lugares estratégicos. Ainda há um mapa 3D com a topografia do lugar, que ajuda a localizar as “missões” que precisam ser feitas, deixando as coisas muito mais parecidas com um jogo.

Mais uma vez, Bear Grylls está ótimo no que faz, interagindo com o público enquanto faz rapel ou enfrenta um lobo. Ele sempre conta com um discurso inspirador, lembrando o quanto nossa ajuda é necessária para concluir os objetivos. Isso inclusive rende alguns momentos divertidos, onde o apresentador aceita fazer coisas questionáveis graças a uma decisão equivocada.

Felizmente, a Netflix atendeu ao pedido dos fãs e trouxe Wendel Bezerra, conhecido pela dublagem de Bear Grylls no Brasil. Infelizmente, diferente do que foi apresentado no trailer, a voz não é sincronizada com o que o apresentador fala, sendo possível ouvir a original no fundo, um pouco mais baixa. Essa escolha técnica prejudica, no início, a imersão proposta. Porém, com o tempo isso acaba ficando em segundo plano e não atrapalha a experiência.

Para quem é fã de séries com essa temática de sobrevivência, Você Radical é uma ótima opção, trazendo uma novidade muito bem-vinda. É uma forma de entretenimento engajante, pois é possível aprender na prática através dos próprios erros. O programa mostra mais um uso para o conteúdo interativo, provando que há infinitas possibilidades para esse recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui