Segundo informações do site Deadline, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, não vai mais produzir os filmes do Homem-Aranha para a Sony Pictures. A decisão teria sido consequência de um desacordo entre o estúdio e a Disney, quando o segundo pediu por uma participação de 50% no financiamento dos longas do herói e, possivelmente, em outros projetos de seu universo. A Sony, porém, preferiu manter o acordo nos termos atuais (que seria o pagamento de 5% das primeiras arrecadações), o que foi recusado pela Disney.

[Atualização: uma fonte da revista Variety disse que um acordo entre as duas empresas ainda é possível, mas não há negociação ocorrendo no momento. A Disney teria expressado preocupações quanto à agenda de Feige, que estaria muito ocupado com outros projetos da Marvel e produções originais para o Disney+.]

Sendo assim, Feige não terá mais envolvimento criativo com os próximos dois longas do herói, que, segundo a nota, ainda serão estrelados por Tom Holland e podem ser dirigidos por Jon Watts (o retorno do diretor não é certo, pois não tem acordo para mais um filme). Isso deve causar um desprendimento maior da franquia com relação ao MCU, apesar de não necessariamente significar que o personagem estará fora do mesmo.

A notícia vem logo após Homem-Aranha: Longe de Casa ter se tornado a maior bilheteria da Sony, tendo ultrapassado 007: Operação Skyfall. Também é a maior bilheteria de um filme do herói, com arrecadação próxima a US$ 1,110 bilhão mundialmente.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui