Na última semana, fomos surpreendidos com a declaração de Joss Whedon, dizendo que deixaria a direção do filme solo da Batgirl. Depois de quase um ano, ele se deu conta de que não tinha uma história e está fora do projeto. Agora, a internet está discutindo sobre o futuro deste longa, como sua própria existência.

Existe uma chance de Batgirl ser cancelado ou esquecido, como aconteceu com o filme solo do Ciborgue e a sequência de Liga da Justiça. De qualquer forma, o estúdio pretende lançar antes Aquaman, Shazam, Mulher-Maravilha 2 e Flashpoint, então ele não chega antes de 2020.

Uma das principais discussões está no fato de que um filme sobre uma super-heroína deveria ser dirigido por uma mulher, principalmente por ter mais propriedade para falar do assunto. Mesmo que Joss Whedon tenha acertado com Buffy no passado, – uma protagonista feminina – Patty Jenkins com Mulher-Maravilha deu um grande alívio para o universo da DC nos cinemas, então não seria surpresa repetirem a fórmula de sucesso. O que não falta é candidata para participar deste projeto, já que algumas até se pronunciaram por meio de redes sociais.

Uma delas foi a escritora Roxane Gay, autora dos livros Má Feminista, Fome e An Untamed State. Ela ainda escreveu, ao lado de Yona Harvey, uma hq spin-off de Pantera Negra chamada World of Wakanda. Roxane tweetou:

“Ei, DC Comics, eu posso escrever seu filme sobre a Batgirl. Sem problemas.”

Em seguida, a produtora da Warner Bros., Michele Wells, respondeu com seu e-mail:

“Se você está falando sério, entre em contato comigo”

Além da roteirista, a DC também já pode ter encontrado a atriz para interpretar Barbara Gordon. Madeline Brewer (Orange is the New Black e The Handsmaid Tale) respondeu o tweet de Roxane Gay dizendo:

“Isso. Por favor. Sim. Aliás, eu acho que posso ser uma ótima Batgirl. Sem problemas.”

Outra que também se interessou pela ideia foi Hope Larson, escritora e cartunista de obras como a própria Batgirl desde 2016, com a fase “Rebirth” da DC Comics. Ela tweetou:

“Ei, Hollywood, eu tenho histórias sobre a Batgirl”

Outra forte candidata como roteirista é Julie Benson, que escreve ao lado da irmã Shawna Benson a hq Batgirl and the Birds of Prey. Elas ainda assinaram oito episódios da série The 100 – também da Warner.

Julie retweetou a saída de Joss Whedon dizendo:

“<tosse> Shawna Benson e eu estamos tecnicamente disponíveis” 

Enquanto isso, Shawna Benson retweetou uma publicação do The Hollywood Reporter que apontava ela e a irmã como principais candidatas para assumir o filme:

“Acho que nós temos algumas histórias da Batgirl…”

O futuro de Batgirl nos cinemas ainda é um mistério, mas acredito que seja difícil este projeto ficar guardado na gaveta tendo um potencial tão grande e com tantas mulheres interessadas. Pensando melhor, no fim das contas foi ótimo Joss Whedon ter deixado a direção, pois agora a Warner pode fazer este filme do jeito certo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui