As primeiras críticas do remake em live-action de O Rei Leão já estão sendo divulgadas e, até agora, a recepção está dividida. O filme está com 57 no Metacritic e 58% no Rotten Tomatoes, com base em 38 e 105 textos, respectivamente.

Alguns críticos destacam o visual realista e o elenco, mas outros só consideram o longa uma versão piorada da animação de 1994. O consenso da crítica disponível no Rotten Tomatoes diz (em tradução livre):

“Enquanto pode se orgulhar de seus feitos visuais, O Rei Leão é uma adaptação literal que não possui a energia e o coração que tornaram o original tão amado – apesar de que, para alguns fãs, isso pode ser suficiente.”

Confira também outros comentários de críticos (em tradução livre):

– “Tem algo sobre este Rei Leão – que, como o original, está narrativamente enraizado em Hamlet – que parece muito mais shakespeariano e – não há outra palavra – muito mais trágico do que a animação de 1994, onde os assuntos mais sombrios eram subliminares, não centrais.” – Michael O’Sullivan, do Washington Post (88/100).

– “O Rei Leão é um feito monumental em termos de avanços tecnológicos. Nunca vi nada igual.” – Mike Ryan, do Uproxx (80/100).

– “O Rei Leão, do diretor Jon Favreau, é uma releitura que vale a pena e que coloca a nostalgia sobre a tomada de riscos.” – Rosie Knight, do IGN (80/100).

– “Abençoado por algumas excelentes atuações, este novo Rei é familiar, mas ainda animado o suficiente para encorajar o público a, mais uma vez, investir emocionalmente numa história com a qual já está tão familiarizado.” – Tim Grierson, da Screen International (70/100).

– “Basicamente, este novo Rei Leão se prende muito à versão original e, sendo assim, é claro que é assistível e agradável. Mas sinto falta da simplicidade e vivacidade das imagens originais desenhadas à mão.” – Peter Bradshaw, do The Guardian (60/100).

– “O Rei Leão, ultimamente, é simplesmente uma cópia – não um verdadeiro remake. É precisamente o filme que a Disney queria fazer, o que é bom para eles – mas uma pena para nós.” – K. Austin Collins, da Vanity Fair (50/100).

– “Então, O Rei Leão tem agora o seu próprio álbum cover intocável, renderizado em detalhes intrincados e realistas, um lado B de alta fidelidade para seus vários e devotos fãs. Mas, no final, pode acabar te fazendo desejar o meio arranhado vinil original.” – Alissa Wilkinson, da Vox (40/100).

– “É o trabalho de um estúdio que engoliu o resto da indústria cinematográfica e ainda está faminto por mais. O Rei Leão parece mais um filme de rapé do que um remake, e ainda assim é chato.” – David Ehrlich, do IndieWire (25/100).

Para encontrar mais comentários, clique aqui.

O Rei Leão chega aos cinemas no dia 18 de julho. A direção é de Jon Favreau (Mogli: O Menino Lobo; Homem de Ferro).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui