Está chegando a hora! O Oscar 2019 vai acontecer no próximo domingo (24) e, a esta altura, restam poucas dúvidas quanto a quem sairá vitorioso, considerando as diversas premiações importantes que tivemos ao longo da temporada.

Sabemos, por exemplo, que Roma deve ser um destaque, sendo o filme a ser superado até agora. Também sabemos que Glenn Close finalmente deve levar seu Oscar, enquanto Rami Malek e Mahershala Ali aparentam ser os favoritos em suas respectivas categorias.

Algumas corridas ainda estão incertas, como as de roteiro e Melhores Efeitos Visuais (será que Guerra Infinita vai levar mesmo?), mas temos mais certezas do que incertezas, por enquanto. Isto é, até a Academia subverter nossas expectativas – mas será que isso é uma possibilidade? Analisemos o cenário, categoria por categoria, para evitar erros no bolão.

1. Melhor Filme

1. Roma
2. Green Book – O Guia
3. Infiltrado na Klan
4. A Favorita
5. Pantera Negra
6. Bohemian Rhapsody
7. Nasce Uma Estrela
8. Vice

Vai ganhar: Roma

Pode ganhar: Green Book – O Guia

Deveria ganhar: Pantera Negra

A categoria principal da noite (mais uma vez) deve ter uma “regra” quebrada. O favorito Roma não recebeu indicação ao SAG de melhor elenco, algo raro para vencedor de melhor filme – mas não impossível. Basta lembrar que A Forma da Água também não recebeu e isso não o impediu de ganhar nesta mesma categoria no ano passado.

Mas Roma tem um agravante: se ganhasse, seria o primeiro filme de língua não-inglesa (concorrente da categoria de filmes “estrangeiros”) a ganhar o prêmio. Já está mais do que na hora da Academia quebrar essa barreira – e com os membros novos isso parece ser possível – mas é preciso saber se a língua ainda é um obstáculo para votantes mais conservadores. Esses devem optar por Green Book – O Guia, longa que discute tema socialmente relevante de forma conciliadora e agradável.

O filme de Peter Farrelly tem a vitória no PGA a seu favor (o que não é pouco), mas também não tem indicação ao SAG de melhor elenco e – mais importante – não conseguiu indicação para melhor direção no Oscar. Ganhar sem uma menção para o diretor é algo raro, ultimamente realizado por Argo, de Ben Affleck, em 2012. Por outro lado, é o favorito a ganhar os prêmios de melhor roteiro original e ator coadjuvante, já compondo um case para melhor filme.

O mesmo não pode ser dito sobre Nasce Uma Estrela, que durante muito tempo foi o favorito, mas agora nem indicação a melhor diretor conseguiu. A Favorita e Infiltrado na Klan seriam competidores fortes (principalmente o segundo, graças à indicação ao SAG de melhor elenco), mas andaram meio apagados durante as principais premiações (apesar do primeiro ter tido um momento de glória no BAFTA). Vice tem todas as indicações certas, mas não tem nenhuma vitória garantida (talvez em maquiagem) e só conseguiu prêmios para Bale, praticamente (sem falar que não tem a adesão da crítica).

Os dois mais populares, Bohemian Rhapsody e Pantera Negra, são realmente incógnitas. Dificilmente serão vitoriosos, mas o primeiro ganhou Globo de Ouro de melhor drama e o outro o SAG de melhor elenco. Enquanto o Globo não vale quase nada no caso, o SAG costuma ser significativo. Porém, as não-indicações em categorias centrais, como roteiro e direção, basicamente excluem as possibilidades deles ganharem melhor filme (última vez que algo do tipo aconteceu foi em 1932, com Grand Hotel). Uma pena, pois Pantera Negra é um marco cultural e – provavelmente – o filme que será mais lembrado dentre os oito concorrentes. Será aquele prêmio que a Academia se arrependerá de não ter dado.

2. Melhor Direção

1. Alfonso Cuarón (Roma)
2. Spike Lee (Infiltrado na Klan)
3. Yorgos Lanthimos (A Favorita)
4. Pawel Pawlikowski (Guerra Fria)
5. Adam McKay (Vice)

Vai ganhar: Alfonso Cuarón (Roma)

Pode ganhar: Spike Lee (Infiltrado na Klan)

Deveria ganhar: Alfonso Cuarón (Roma)

Dificilmente Cuarón não leva essa. O mexicano ganhou todos os prêmios importantes que podia, inclusive o DGA. De fato, é o trabalho aparentemente mais autoral dos cinco, colocando o diretor no centro do projeto. É uma história pessoal, contada através de uma câmera extremamente particular.

Se colocarmos na balança, porém, lembramos que Cuarón já ganhou nesta categoria em 2014, por Gravidade. Enquanto isso, depois de mais de 30 anos de carreira, o lendário Spike Lee ainda não tem um oscar. Seria plausível sua vitória, mas não acho que a Academia tenha tido essa sensibilidade.

Quanto aos outros três, Lanthimos só teria chances se A Favorita estivesse na frente por Melhor Filme, enquanto Pawlikowski já surpreendeu pela indicação (por mais merecida que seja). Provavelmente, Guerra Fria vai ficar na sombra de Roma, já que está indicado nas mesmas categorias em que o longa da Netflix é favorito. Adam McKay está aqui por questão de protocolo, já que foi um competidor frequente ao longo da temporada. Sua indicação já é uma grande recompensa, considerando a recepção de Vice.

3. Melhor Ator

1. Rami Malek (Bohemian Rhapsody)
2. Christian Bale (Vice)
3. Bradley Cooper (Nasce Uma Estrela)
4. Viggo Morensen (Green Book – O Guia)
5. Willem Dafoe (No Portal da Eternidade)

Vai ganhar: Rami Malek (Bohemian Rhapsody)

Pode ganhar: Christian Bale (Vice)

Deveria ganhar: Bradley Cooper (Nasce Uma Estrela)

Malek seguiu a cartilha do vencedor de Oscar: Globo, SAG, BAFTA, … Perdeu o Critics, mas isso é pouco (Eddie Redmayne também perdeu em 2015) – É o favorito.

Também vale destacar que ele realizou uma interpretação bem caricata (no bom sentido) de uma figura histórica icônica, sendo assim um vencedor perfeito para a Academia. O mesmo poderia ser dito de Bale – ainda mais com sua impressionante transformação física – mas como perdeu o SAG, está atrás (sem falar que já ganhou um Oscar e a Academia gosta de sangue novo).

Bradley Cooper andou publicamente meio contrariado por não ter sido indicado pela direção de Nasce Uma Estrela, o que pode atrapalhar ainda mais o filme. Mas é definitivamente um dos melhores atores trabalhando atualmente, com três outras indicações em seu currículo, numa de suas atuações mais desafiadoras. Em qualquer outro ano, eu diria que a Academia estaria louca por não reconhecê-lo.

Mortensen ganhou o NBR e desde então minguou, mas se Green Book for tão bem quisto entre os votantes quanto parece ser, é melhor não tirá-lo de vista (sem falar que é sua terceira indicação e já tá ficando chato não premiá-lo).

Dafoe faltou o SAG, então é o que tem menos chances aqui, infelizmente. Mais um artista lendário que terá que esperar um pouco mais para subir ao palco.

4. Melhor Atriz

1. Glenn Close (A Esposa)
2. Olivia Colman (A Favorita)
3. Lady Gaga (Nasce Uma Estrela)
4. Melissa McCarthy (Poderia Me Perdoar?)
5. Yalitza Aparicio (Roma)

Vai ganhar: Glenn Close (A Esposa)

Pode ganhar: Olivia Colman (A Favorita)

Deveria ganhar: Glenn Close (A Esposa)

Depois de um Globo e um SAG, o hype é real para Glenn Close. Apesar da resistência de muitos em acreditar de início, parece que a Academia finalmente vai reconhecer a veterana, já indicada seis vezes ao longo de sua extensa carreira. Bom para ela e para nós, pois é merecido.

Agora, é possível que Gaga ou Colman surpreendam? Pouco provável, mas é. São as outras “artilheiras” da categoria. Colman levou um Globo de Ouro e o BAFTA, então tem uma leve vantagem sobre Gaga, que conseguiu um Critics (que tem pouca influência na corrida pelo Oscar). Talvez o star power da cantora possa funcionar a seu favor, porém.

Melissa McCarthy foi uma presença frequente, mas não ganhou os prêmios que precisava para ter chances substanciais, enquanto Aparicio nem indicada para esses prêmios foi.

5. Melhor Ator Coadjuvante

1. Mahershala Ali (Green Book – O Guia)
2. Richard E. Grant (Poderia Me Perdoar?)
3. Adam Driver (Infiltrado na Klan)
4. Sam Elliott (Nasce Uma Estrela)
5. Sam Rockwell (Vice)

Vai ganhar: Mahershala Ali (Green Book – O Guia)

Pode ganhar: Richard E. Grant (Poderia Me Perdoar?)

Deveria ganhar: Richard E. Grant (Poderia Me Perdoar?)

Quem diria que, em apenas dois anos, Mahershala Ali estaria ganhando seu segundo Oscar de melhor ator coadjuvante? Desta vez, por um papel que deveria ser o principal do filme – mas ainda tá valendo. É uma das melhores atuações de sua carreira, sendo o grande destaque de Green Book.

Richard E. Grant ou Adam Driver, apesar de frequentes nas premiações, não têm muitas chances contra um vitorioso do SAG, Globo e BAFTA. Grant ainda tem a vantagem de ter sido o líder durante a temporada, mas simplesmente não ganhou o que precisava para se tornar o favorito (para a tristeza dos que ficaram boquiabertos com seu desempenho no filme, como eu).

Os dois Sam’s devem aproveitar a noite, principalmente Elliott, que, depois de anos na Indústria, finalmente foi reconhecido pela Academia. Rockwell já ganhou no ano passado, então devem dar uma folga para ele (até porque não apareceu no SAG).

6. Melhor Atriz Coadjuvante

1. Regina King (Se a Rua Beale Falasse)
2. Amy Adams (Vice)
3. Rachel Weisz (A Favorita)
4. Marina de Tavira (Roma)
5. Emma Stone (A Favorita)

Vai ganhar: Regina King (Se a Rua Beale Falasse)

Pode ganhar: Amy Adams (Vice)

Deveria ganhar: Emma Stone (A Favorita)

Vou ser ousado nesta: ainda acho que Amy Adams pode ganhar este Oscar. A atriz já acumula 6 indicações, sinalizando a necessidade da Academia premiá-la logo. Parece que os votantes gostaram mais de Vice do que a média, então não veria nada de estranho aqui.

Porém, não possuo a quantidade suficiente de evidências para apostar nela, então a escolha mais segura ainda seria Regina King. Ela não foi indicada ao SAG e ao BAFTA (perdas notáveis na corrida pelo Oscar), mas ainda foi mais premiada nas cerimônias precurssoras do que as outras (venceu o Globo e o Critics’). Tudo bem que o mesmo aconteceu com Sylvester Stallone recentemente – e todos sabemos como isso acabou. A diferença é que, dessa vez, a ganhadora do BAFTA, Rachel Weisz, parece ter sido mais beneficiada pelo fato de nunca ter sido premiada pela cerimônia de seu país. Também vale destacar que ela já ganhou um Oscar nesta categoria.

Então, se King não for vitoriosa, acho que Amy Adams tem mais chances do que Weisz, que ainda deve dividir votos com a excelente Emma Stone. A estadunidense, por sua vez, tem bem menos chances, já que ganhou um Oscar recentemente por La La Land.

Marina de Tavira poderia ser a outra surpresa aqui, como Marcia Gay Harden foi numa corrida muito parecida com esta, em 2001. Mas entre ela e Adams, acho que a segunda tem mais chances pela popularidade, quantidade de indicações e presença na temporada de premiações até aqui.

7. Melhor Roteiro Original

1. Green Book – O Guia
2. First Reformed
3. The Favourite
4. Vice
5. Roma

Vai ganhar: Green Book – O Guia

Pode ganhar: First Reformed

Deveria ganhar: First Reformed

First Reformed faltou o WGA, mas é de longe o roteiro mais forte aqui. Sem falar que vem do lendário Paul Schrader, sendo esta sua primeira indicação. Ele esnobou um pouco a honraria, mas isso não deveria afetar os verdadeiros amantes da arte.

Infelizmente, conhecendo a Academia, parece inevitável a vitória de Green Book, mesmo com todas as polêmicas envolvendo o seu roteiro. É o tipo de road movie que dá bastante destaque para os diálogos entre os personagens e as situações retratadas, sendo uma escolha fácil para muitos. Sua derrota no WGA, porém, reduz um pouco seu favoritismo, além de beneficiar roteiros não-indicados. First Reformed e A Favorita, então, estão no páreo. Dei uma leve vantagem para o roteiro de Schrader, mas o filme de Lanthimos ganhou nesta categoria no BAFTA – o que não deve ser ignorado.

Vice é uma bagunça e, ainda que os votantes tenham gostado, dificilmente vão premiar Adam McKay de novo por um A Grande Aposta menos consistente. Quanto a Roma, apesar de ser o favorito em melhor filme, não parece ser o tipo de roteiro que chamaria a atenção dos votantes, considerando a falta de diálogos expositivos (ou diálogos, no geral).

8. Melhor Roteiro Adaptado

1. Infiltrado na Klan
2. Poderia Me Perdoar?
3. Se a Rua Beale Falasse
4. Nasce Uma Estrela
5. A Balada de Buster Scruggs

Vai ganhar: Infiltrado na Klan

Pode ganhar: Poderia Me Perdoar?

Deveria ganhar: Infiltrado na Klan

Infiltrado na Klan era o favorito absoluto até pouco tempo, com uma vitória no BAFTA para fortalecer suas chances. Chegou o WGA e resolveu premiar Poderia Me Perdoar?.

Não é o caso, porém, de mudar a aposta, pois o filme de Marielle Heller é particularmente apelativo para os escritores (é um filme sobre uma, afinal). Sua força deve ter sido diluida nas votações da Academia, dando força para o indicado a Melhor Filme Infiltrado na Klan. Além de ser disparadamente o roteiro mais forte, seria o primeiro Oscar de Spike Lee. Se ele não vai ganhar em Melhor Direção, ao menos não devem perder a chance de homenageá-lo aqui.

Nasce Uma Estrela e Se a Rua Beale Falasse foram competidores assíduos, mas não ganharam os principais prêmios da temporada para serem catapultados ao primeiro lugar. A Balada de Buster Scruggs foi a indicação surpresa da noite, ocupando o espaço que deveria ter sido de Pantera Negra.

9. Melhor Edição

1. Bohemian Rhapsody
2. A Favorita
3. Infiltrado na Klan
4. Vice
5. Green Book

Vai ganhar: Bohemian Rhapsody

Pode ganhar: A Favorita

Deveria ganhar: Infiltrado na Klan

Segundo o EDDIE (premiação dos editores), Bohemian Rhapsody e A Favorita são os que possuem mais chances. Enquanto o primeiro levou na categoria de drama (desbancando Infiltrado na Klan), A Favorita se destacou entre as comédias (superando Vice e Green Book).

Vejo uma larga vantagem para a cinebiografia de Freddie Mercury pelo caráter mais apelativo de seu trabalho de edição. Talvez seja o aspecto técnico que mais injeta vida ao filme (que teve problemas sérios durante a produção), com suas sequências musicais repletas de materiais diversificados.

As alternâncias entre palco e público, e entre os diferentes ângulos nos quais os shows foram filmados, representam um verdadeira desafio para a manutenção da coerência da história. Nesse sentido, acredito que John Ottman tenha até superado as expectativas, o que deve ser facilmente notado pelos votantes. Só as transições de cenas enquanto a banda está em turnê já são chamativas o suficiente.

A Favorita, por outro lado, possui um trabalho de edição muito mais sutil, apesar de significativo. É difícil achar que a grande maioria dos votantes vai se atentar às costuras do longa, mas certamente não é impossível.

Quanto aos outros competidores, não acharia estranho se a Academia pendesse para Infiltrado na Klan ou Vice, que possuem edições bastante enérgicas e centrais para as propostas de seus respectivos filmes. Sem falar que eles lidam com imagens de arquivo, o que pode ser bem visto.

Green Book é o que possui menos chances aqui, sendo um trabalho de montagem bastante protocolar, apesar de eficiente. A única desculpa para ele vencer seria se a Academia, no geral, realmente tivesse amado muito o filme, mas ainda que fosse o caso, a edição não chamaria mais atenção do que a dos outros.

10. Melhor Design de Produção

1. Pantera Negra
2. A Favorita
3. O Retorno de Mary Poppins
4. O Primeiro Homem
5. Roma

Vai ganhar: Pantera Negra

Pode ganhar: A Favorita

Deveria ganhar: Pantera Negra

Por mais que A Favorita tenha sets luxuosos, repletos de detalhes e que convincentemente remetem a um passado distante, Pantera Negra deve levar pela impressionante criação de mundo. Aliás, não só de um mundo no sentido literal, mas também na criação de toda uma cultura e suas tradições através de um design inventivo e afro-futurista. É o grande destaque aqui e seria um erro se a Academia não o premiasse.

O Retorno de Mary Poppins também poderia ser favorito em outras edições, com sua vívida atmosfera que concilia o mundo dos desenhos animados com a Londres da década de 1930 de forma bem teatral. O Primeiro Homem e Roma, por outro lado, são mais realistas, mas também fazem bons trabalhos de reconstituição de época (em ambientes bem particulares). Ainda assim, são os que possuem menos chances.

11. Melhor Figurino

1. Pantera Negra
2. A Favorita
3. A Balada de Buster Scruggs
4. O Retorno de Mary Poppins
5. Duas Rainhas

Vai ganhar: Pantera Negra

Pode ganhar: A Favorita

Deveria ganhar: Pantera Negra

Acredita-se que a Academia resolva homenagear Pantera Negra em categorias como esta, dada a impressionante criação de mundo que o filme realiza. Também é nestes aspectos relativos ao visual que mais transmitem as influências culturais do longa, que são fundamentais para a sua proposta. Também estariam premiando pela primeira vez a veterana Ruth E. Carter, que também foi indicada há mais de 20 anos atrás por clássicos como Amistad e Malcolm X.

Apesar dos argumentos fortes em favor de Pantera Negra, o figurino de A Favorita também é bastante chamativo, ainda que esteja dentro dos padrões de filmes de época. A Balada de Buster Scruggs também tem um figurino bastante diferente e luxuoso, assim como As Duas Rainhas. Os dois filmes, porém, são os menos populares da categoria.

O Retorno de Mary Poppins também é ótimo neste aspecto e popular o suficiente, mas dificilmente vai bater os trabalhos mais espalhafatosos de Pantera Negra e A Favorita.

12. Melhor Maquiagem e Cabelo

1. Vice
2. Gräns
3. Duas Rainhas

Vai ganhar: Vice

Pode ganhar: Gräns

Deveria ganhar: Vice

Vice chamou muita atenção desde o início pela transformação física dos atores (principalmente Christian Bale), o que costuma valer muito para a Academia. Exemplo disso é o que não falta, mas lembremos de O Destino de uma Nação, do ano passado, para termos uma referência recente.

Gräns também lida com próteses impressionantes, e é bem mais radical em suas transformações, mas essa pode ser sua fraqueza. Por moldar criaturas fantasiosas, perde a sutileza e o realismo de Vice. O fato de não ser um filme estadunidense e não apresentar uma mudança chocante no visual de alguma celebridade hollywoodiana, fica em desvantagem.

Enquanto isso, Duas Rainhas parece ser o trabalho menos chamativo dos três, lembrando bastante a maquiagem de outros filmes de época, com exceção de umas duas cenas mais grotescas.

13. Melhor Edição de Som

1. Um Lugar Silencioso
2. Bohemian Rhapsody
3. Roma
4. Pantera Negra
5. O Primeiro Homem

Vai ganhar: Um Lugar Silencioso

Pode ganhar: Bohemian Rhapsody

Deveria ganhar: Um Lugar Silencioso

O único obstáculo para Um Lugar Silencioso é o fato dele não ter sido indicado a mixagem também – algo raro para um vencedor desta categoria. Mas ainda é o indicado que mais explicita o rigor da equipe de edição de som, com barulhos específicos e potentes.

Se não for o caso, Bohemian Rhapsody pode se destacar com o eficiente uso da música da banda e – especialmente – da voz de Freddie Mercury.

Se isso também não acontecer, sabemos que a Academia tem o hábito de distribuir prêmios mais técnicos entre seus indicados a Melhor Filme. Então tanto Pantera Negra quanto Roma poderiam surpreender, principamente o segundo, que tem um design de som repleto de detalhes.

O Primeiro Homem não traz tanta coisa nova para a mesa, mas ainda é um trabalho de edição de som bem-feito dentro de seu gênero. Não aposto em sua vitória, mas nunca se sabe.

14. Melhor Mixagem de Som

1. Bohemian Rhapsody
2. Pantera Negra
3. O Primeiro Homem
4. Roma
5. Nasce Uma Estrela

Vai ganhar: Bohemian Rhapsody

Pode ganhar: Pantera Negra

Deveria ganhar: Bohemian Rhapsody

Esta, sim, deve ser uma vitória certa para Bohemian Rhapsody. Musicais tendem a se destacar nesta categoria pelas especificidades que possuem e, ainda que Malek não cante durante as gravações (se cantou, não foi utilizado), ninguém questiona sua musicalidade. A sensação de estar num show da banda, com toda aquela energia contagiante, também se deve ao bom trabalho de mixagem. Pantera Negra também seria um vencedor provável, se não tivesse que competir com Bohemian.

Os outros eu realmente acho que não têm chances, apesar de se destacarem. Até porque a cinebiografia de Mercury também foi bem-sucedida nas premiações relativas à mixagem de som.

15. Melhor Trilha Sonora

1. Se a Rua Beale Falasse
2. Pantera Negra
3. Infiltrado na Klan
4. Mary Poppins Returns
5. Ilha dos Cachorros

Vai ganhar: Se a Rua Beale Falasse

Pode ganhar: Pantera Negra

Deveria ganhar: Se a Rua Beale Falasse

O grande favorito seria O Primeiro Homem, mas esse foi surpreendentemente esnobado. Com isso, sobra espaço para Se a Rua Beale Falasse, outra trilha bastante premiada ao longo da temporada. De fato, talvez seja o trabalho mais robusto e poético entre os indicados.

Pantera Negra, porém, esteve presente nesta categoria em quase todas as principais solenidades. A música de Ludwig carrega influências diretas das melodias tradicionais de diferentes regiões do continente africano, servindo o mesmo propósito do design de produção e do figurino ao longo do filme. Sendo assim, os argumentos que usei nessas categorias poderiam ser aplicados aqui.

O restante está muito atrás na corrida. O Retorno de Mary Poppins e Ilha dos Cachorros estiveram em todas as principais premiações, mas não ganharam nada. O Retorno de Mary Poppins chama mais atenção por ser um musical, mas não há nenhuma melodia em particular que se destaque mais do que as outras. O mesmo poderia ser dito de Ilha dos Cachorros, além do fato de que estariam premiando Alexandre Desplat mais uma vez (ele também ganhou no ano passado por A Forma da Água).

O trabalho de Terrence Blanchard em Infiltrado na Klan é notável e de extrema importância para o filme, mas infelizmente tem menos chances se considerarmos sua ausência em algumas premiações importantes.

16. Melhor Canção Original

1. “Shallow” (Nasce Uma Estrela)
2. “All the Stars” (Pantera Negra)
3. “I’ll Fight” (RBG)
4. “The Place Where Lost Things Go” (Mary Poppins Returns)
5. “When a Cowboy Trades His Spurs for Wings” (The Ballad of Buster Scruggs)

Vai ganhar: “Shallow” (Nasce Uma Estrela)

Pode ganhar: “All the Stars” (Pantera Negra)

Deveria ganhar: “Shallow” (Nasce Uma Estrela)

Não há muito a dizer aqui: Vai ser “Shallow“. É a canção principal de um indicado a Melhor Filme (que é um musical). Foi premiada no Globo de Ouro, Critics e até no Grammy, sem falar que é a chance da Academia de prestigiar a Lady Gaga, já que ela não deve ganhar o prêmio de Melhor Atriz.

All the Stars” também vem de um indicado a Melhor Filme e é interpretada por artistas consagrados, mas ainda está muito atrás de “Shallow” na corrida. A música de Nasce Uma Estrela pode até ser maior do que o próprio filme.

17. Melhor Fotografia

1. Roma
2. Guerra Fria
3. A Favorita
4. Nasce Uma Estrela
5. Nunca Deixe de Lembrar

Vai ganhar: Roma

Pode ganhar: Guerra Fria

Os dois filmes em preto e branco estão pau-a-pau. Roma foi o grande favorito ao longo da temporada, levando vários prêmios, mas Guerra Fria levou o principal até agora: o ASC (prêmio da associação de diretores de fotografia). Ainda assim, acho que Roma vai ser o La La Land deste ano e levar mesmo assim.

Os outros três são coadjuvantes na corrida, apesar de suas propostas bastante particulares. A Favorita, especialmente, é bastante engenhoso neste aspecto, com sua iluminação a velas e suas lentes olho de peixe. Mas não se pode bater o charme da boa e velha fotografia em preto e branco.

18. Melhores Efeitos Visuais

1. Vingadores: Guerra Infinita
2. O Primeiro Homem
3. Christopher Robin
4. Jogador N 1
5. Han Solo: Uma História Star Wars

Vai ganhar: Vingadores: Guerra Infinita

Pode ganhar: O Primeiro Homem

Os efeitos visuais de Pantera Negra venceram no Critics e no BAFTA, mas não convenceram a Academia, deixando uma lacuna. Poderia ser preenchida por outro filme da Marvel? O impressionante trabalho de captura de movimento e animação do Thanos parecem atestar isso.

Mas lembremos que a Academia tende a homenagear trabalhos mais voltados para a criação de um mundo palpável. Interstellar e Blade Runner 2049 superandos dois filmes da franquia Planeta dos Macacos são exemplos disso. Sendo assim, O Primeiro Homem poderia surpreender, com a viagem à Lua que parece ter sido realmente filmada no espaço.

E ainda tenho a estranha sensação de que Christopher Robin pode ser o Ex_Machina (sem trocadilhos) deste ano, com seu trabalho de VFX mais minimalista. Lembrando que os dois já surpreenderam ao serem indicados entre nomes mais fortes.

Han Solo e Jogador N 1 não são apostas seguras também, mas o filme de Spielberg pode se destacar pelo protagonismo que os VFX têm no filme, com a criação de mundo detalhada e os personagens principais animados.

19. Melhor Filme em Língua Estrangeira

1. Roma
2. Guerra Fria
3. Nunca Deixe de Lembrar
4. Cafarnaum
5. Assunto de Família

Vai ganhar: Roma

Pode ganhar: Guerra Fria

Como Roma é o único da lista que foi indicado à categoria principal da noite, seria loucura não considerá-lo favorito aqui. Guerra Fria conseguiu outras indicações em categorias importantes, porém (a principal sendo Melhor Diretor). Com isso, a Academia mostrou certo carinho pelo filme, mas ainda é preciso ter muita força de vontade para se convencer de que a produção tem chances contra um indicado a Melhor Filme.

Nunca Deixe de Lembrar também conseguiu presença na categoria de fotografia, significando que também não está entre os competidores menos apreciados – mas nada que interfira na briga entre Roma e Guerra Fria. Os outros dois praticamente não têm chances.

20. Melhor Animação

1. Homem-Aranha: No Aranhaverso
2. Ilha dos Cachorros
3. Os Incríveis 2
4. Mirai
5. WiFi Ralph: Quebrando a Internet

Vai ganhar: Homem-Aranha: No Aranhaverso

Pode ganhar: Ilha dos Cachorros

Deveria ganhar: Homem-Aranha: No Aranhaverso

Só falei que Ilha dos Cachorros pode ganhar para preencher a lacuna, mas a verdade é que dificilmente alguém vai superar Aranhaverso a esta altura. É a animação mais popular, premiada, socialmente relevante e original do grupo. Se não ganhar, vai ser uma das maiores surpresas dos últimos anos e certamente vai gerar muita revolta.

Pode ser que queiram finalmente premiar Wes Anderson por mais um trabalho bem-feito? Pode, mas isso se converter em votos suficientes para passar o Aranhaverso… é difícil.

21. Melhor Documentário

1. Free Solo
2. RBG
3. Hale County this Morning, This Evening
4. Minding the Gap
5. Of Fathers and Sons

Vai ganhar: Free Solo

Pode ganhar: RBG

Free Solo ocupou o vácuo deixado por Won’t You Be My Neighbour? e se tornou o grande favorito, coletando tudo quanto era prêmio técnico e um BAFTA. É, de fato, um filme muito vistoso, bem-executado e impressionante, pelo tema trabalhado. É fácil imaginá-lo como vitorioso do Oscar.

Porém, há quem acredite que o Oscar vai tomar um rumo mais político e premiar o duas vezes indicado RBG, que fala sobre a trajetória de Ruth Bader Ginsburg – figura fundamental na luta pelos direitos das mulheres nos Estados Unidos. Também não é difícil de imaginar esse cenário, então estou apostando em Free Solo, mas com a noção de que ele pode perder.

Se qualquer um dos três restantes vencer aqui, será uma baita surpresa, mas é difícil prever um favorito entre eles.

22. Melhor Documentário de Curta-Metragem

1. Period. End of Sentence.
2. Lifeboat
3. End Game
4. Black Sheep
5. A Night at the Garden

Vai ganhar: Period. End of Sentence.

Pode ganhar: Lifeboat

Prever as categorias de curtas é sempre um desafio. Aqui, todos os competidores são socialmente relevantes e falam de temas muito atuais. Dou margem para Period. End of Sentence., já que boa parte das previsões que vi apontam para ele.

Mas todos aqui possuem apelo suficiente para sustentar uma vitória, até A Night at the Garden, com seu formato menos convencional (o filme é composto por apenas imagens de arquivo, sem nenhuma narração ou interferência aparente).

23. Melhor Curta-Metragem em Live Action

1. Skin
2. Marguerite
3. Fauve
4. Mother
5. Detainment

Vai ganhar: Skin

Pode ganhar: Marguerite

Segundo Chris Meachum, editor do site especializado Gold Derby, Skin está tendo uma adesão maior dos votantes. Não tenho motivos para não acreditar, já que muitas previsões apontam para o mesmo resultado há tempos. Porém, muitos também apostam em Marguerite, e eu não acharia surpreendente se ganhasse.

24. Melhor Curta-Metragem Animado

1. Bao
2. Weekends
3. Animal Behaviour
4. Late Afternoon
5. One Small Step

Vai ganhar: Bao

Pode ganhar: Weekends

A Pixar não deve sair de mãos vazias da cerimônia, graças ao chocante, criativo, divertido e emocionante Bao. Dificilmente algum outro competidor vai bater de frente, mas há quem acredite que Weekends tem chances.

1 COMENTÁRIO

  1. […] A 91ª edição do Oscar acontece na noite de hoje (24), às 22 horas da noite. Os filmes Roma e A Favorita são os mais indicados, com 10 menções cada, inclusive na categoria de Melhor Filme. A produção da Netflix é a grande favorita, podendo fazer história ao ser o primeiro filme da plataforma a ganhar na categoria principal. A comédia Green Book – O Guia, porém, pode surpreender, graças à sua vitória no PGA. Para mais detalhes, confira as nossas previsões. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui