Ontem, a Microsoft apresentou o Project Scorpio: um novo console que promete ter as melhores especificações do mercado até então. Isso resultaria em jogos rodando nas melhores qualidades gráficas e com uma ótima fluidez. Com o Xbox One tendo resultados inferiores ao do Playstation 4, era esperado que um videogame mais potente fosse revelado, mas será que esse é o momento certo?

Segundo o vice-presidente do Xbox e Windows, Mike Ybarra, o principal objetivo seria trazer de volta os desenvolvedores, além de agradar os fãs com um desempenho acima do esperado. Olhando as especificações do produto, ele realmente se mostra superior até mesmo ao PS4 Pro, da Sony, mas foi apresentado como um console ainda da mesma geração.

https3a2f2fblueprint-api-production-s3-amazonaws-com2fuploads2fcard2fimage2f4392332f02b68bf7-c888-43be-96db-e5b713b53d14

Assim como o novo Playstation 4 Pro, o Project Scorpio funciona como uma melhora de seus antecessores, se tornando um modelo de negócios parecido com o de celulares. A cada ano surge um novo Iphone e um novo Galaxy para competirem, por outro lado, os consoles demoram muito mais tempo. Por exemplo, as últimas gerações duraram entre seis a oito anos, enquanto a atual teve os consoles Xbox One e Playstation 4 lançados no final de 2013, e apenas quatro anos depois são apresentadas novas versões.

O executivo Mike Ybarra, fez exatamente essa comparação em entrevista ao Eurogamer, justificando que as pessoas querem consumir cada vez mais rápido, ficando cada vez menos com o mesmo videogame. Tudo isso faz sentido se pensarmos nas melhorias que essas atualizações trazem, mas em países como o Brasil, o menor poder de compra e o alto valor no mercado podem ter consequências negativas.

jkoeigc

Quem não se lembra de quando o Playstation 4 chegou no Brasil custando quatro mil reais? Hoje ele pode ser encontrado entre R$ 1.000 e R$2.000, mas por conta da crise financeira que estamos enfrentando, nem todos podem comprar um console como esse. Se a compra de um videogame a cada sete anos já é difícil, imagine com esse tempo reduzido? Enquanto para alguns, é melhor ter uma nova tecnologia sendo lançada cada vez mais rápida, em outros casos, uma parte do público pode não acompanhar essa inovação.

Isso pode ser comparado a jogos como FIFA ou PES, que são atualizados todos os anos, com poucas mudanças, mas ainda vendem bem. A diferença de preço entre os dois produtos é muito grande, e o prejuízo que se pode ter com essa prática, no caso do Project Scorpio, é muito maior.

Além de ter um videogame com melhor desempenho, a Microsoft também deve se preocupar com outros problemas, como jogos de peso para sua plataforma. Em questão de exclusivos, a Sony conta com títulos bem mais atrativos do que seu concorrente. Durante a E3 2017 devemos receber mais informações sobre esse novo console, e após isso saberemos os resultados do Project Scorpio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui