Na última quarta (29), aconteceu a pré-estreia carioca de Bad Boys Para Sempre, no Cinemark Botafogo Praia Shopping. O evento contou com a presença dos dubladores Márcio Simões e Mauro Ramos, responsáveis pelas vozes de Mike (Will Smith) e Marcus (Martin Lawrence), respectivamente.

A dupla repete a parceria dos filmes anteriores da franquia, lançados em 1995 e 2003. Ainda com os longas frescos na cabeça, Simões explica como este projeto se diferencia dos outros:

“Esse tem muito mais ação. E com a tecnologia hoje em dia, o filme te cativa, porque você vê os efeitos. Os efeitos te prendem, né? E o Will Smith veio crescendo com o tempo, eu venho acompanhando a evolução dele. O filme é sensacional, muita ação, muita animação, e isso que dá gosto de fazer.”

Simões é quem mais dublou Smith em seus projetos, incluindo os recentes Aladdin e Projeto Gemini, de 2019. Ele fala sobre como é o processo de se adaptar a cada personagem:

“A boa dublagem é aquela que você assiste e não percebe que tá dublado, parece que o cara fala português, porque eu tento recriar o que ele fez, só que falando do nosso jeito. Então você pode assistir cinco filmes dele, que ele faz cinco personagens diferentes, e eu vou fazer o que ele fez em cada um deles. Talvez a pessoa que não seja ligada a dublagem nem perceba que é o mesmo dublador, porque a gente tenta ser o mais neutro possível – tentando ser o mais fiel possível à interpretação dele, claro, com o nosso humor de brasileiro.”

Bad Boys Para Sempre chega aos cinemas dezessete anos depois do último filme da franquia. Ramos conta como é envelhecer junto com o personagem, comparando com a mesma experiência que os dubladores de Harry Potter tiveram:

“É como os dubladores de Harry Potter, que começaram mais ou menos na mesma idade dos garotos e foram crescendo conforme os filmes foram passando. É a mesma coisa. A gente se sente um pouquinho eles. É claro, eles são dois atores conhecidos no mundo inteiro. Eu e o Márcio somos atores que fazemos trabalho de dublagem no Brasil, mas a gente se sente um pouquinho Mike e Marcus. É muito legal. Minha relação com o Márcio e minha relação com o filme, nesse caso, é muito gratificante.”

Assim como Will Smith e Martin Lawrence, seus dubladores também são amigos de longa data. Eles trabalharam juntos em produções da TV Globo, como Casseta e Planeta, Sítio do Picapau Amarelo e TV Colosso, além de outros projetos. Segundo Ramos, a relação que tem com Simões é de irmão:

“A gente se visita quando pode. É que eu estou morando em São Paulo e ele mora aqui no Rio, mas é aquela coisa de irmão, né? A gente fica um tempão sem se ver, aí quando se vê é como se a gente tivesse se visto ontem.”

Bad Boys Para Sempre já está em cartaz nos cinemas. Confira nossa crítica.

Imagem destacada: Caco Fernandez – Objetiva 360 graus

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui