Diferente do cinema, tanto os desenhos televisivos da DC quanto os longas-metragens animados fazem bastante sucesso. Principalmente Os Jovens Titãs em Ação!, que é mais voltado para o público infantil. E como o estúdio está passando por várias mudanças nos bastidores, nada melhor do que apostar em um produto que já vem agradando. Chega então Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas.

Na aventura do longa, o grupo percebe que todos os super-heróis estão estrelando filmes. Então, Robin, Ciborgue, Estelar, Ravena e Mutano decidem juntos que também querem ganhar o próprio filme. Mas o vilão Slade pode atrapalhar o plano deles.

Desde os créditos de abertura, Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas mostra que será leve e divertido com o intuito de agradar toda a família. Sendo praticamente um episódio estendido da animação, o filme é um entretenimento descompromissado e com um roteiro simples e previsível, mas que se justifica dentro da proposta e se mostra um acerto.

Com um visual bastante colorido e um estilo cartunesco, o foco do projeto é claramente as crianças. Mas para que os jovens e adultos também possam curtir, segue-se então a mesma proposta de Deadpool: rir de si mesmo e do próprio universo dos heróis. Assim, o roteiro insere várias piadas referentes ao mundo do cinema – a do Rei Leão é genial – e autorreferências à personagens da DC e até da Marvel. Isso funciona em grande parte do longa, mesmo que no fim do segundo ato perca um pouco de timing do humor.

Existem sequências em diferentes traços, numa linguagem que já existe no desenho da TV. Para o cinema se torna uma estética bastante divertida e original de se assistir – principalmente nos momentos musicais. As cenas de ação possuem um bom jogo de câmeras, dando mais movimento e sendo mais coerentes com a linguagem cinematográfica.

Importante ressaltar também a excelente dublagem brasileira. Ela é um dos motivos da animação ser tão engraçada, onde todas as vozes se encaixam perfeitamente nos personagens. A adaptação das falas e piadas pro Brasil é feita de forma inteligente, trazendo gírias típicas do nosso país. Isso aproxima ainda mais o público.

O que realmente incomoda em Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas é o tratamento do roteiro com a maioria dos protagonistas. Como o foco maior é no Robin, o resto do grupo se torna quase que coadjuvantes dentro da história. Além disso, o segundo ato deixa a trama principal muito estagnada. E pro final do filme é inserido um arco que lembra muito Liga da Justiça vs Os Jovens Titãs – longa animado da DC – se tornando algo reciclado pelo próprio estúdio.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas tem um bom resultado mesmo não justificando ser exibido nas telonas, podendo ser um telefilme. Os personagens são bem cômicos e deixarão as crianças bastante felizes ao sair da sessão, mas toda a família também vai gostar e se divertir. E não saia antes do fim, pois a cena pós-créditos é muito boa e com certeza deixará os fãs mais antigos bem animados.

P.S: antes do filme foi exibido o divertido curta “O Atraso da Batgirl”, protagonizado pela heroína e por outras personagens da DC. Ele é um piloto da nova série DC Super Hero Girls.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui