Na última quarta-feira (4), o espaço Arena #SemFiltro, na XIX Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, foi palco para convidados especiais: as autoras Thalita Rebouças e Tatiane Ingrid Adão, e os atores Bianca Andrade, Marcus Bessa e Fernanda Gentil. O quinteto esteve no evento para falar sobre Ela Disse, Ele Disse, novo longa baseado na obra de mesmo nome da Thalita.

O filme traz a história de Rosa (Duda Matte) e Leo (Marcus), dois alunos novos na escola que, além de aprender a lidar com os novos amigos e os problemas na família, descobrem que têm muito mais em comum do que imaginavam. Chegando em 3 de outubro, esta é a quarta adaptação de um livro da autora para os cinemas. Ela co-escreveu o roteiro, ao lado de Tatiane.

Os protagonistas Leo e Rosa – Foto: Divulgação/Imagem Filmes

Porém, Thalita contou que Ela Disse, Ele Disse foi o segundo livro vendido pro cinema. Além disso, explicou o processo de ver sua obra nas telonas:

“Eu tenho muito desapego com os textos, então adaptar pro cinema é tranquilo. O que aconteceu com o É Fada [primeira adaptação], por exemplo, é que se inspirou, mudou um pouco a essência.”

Ao responder uma pergunta do fã, sobre preferir escrever roteiro ou livros, Thalita logo respondeu com um sorriso: “Gente, livros! Livros! Vocês não entendem o que é fazer roteiro de filme. No livro você pode colocar 18 alienígenas aterrissando no Maracanã, mas em filme não dá. Livro é o que mais amo!”

Thalita Rebouças no bate-papo da Bienal – Foto: Mari Barcelos (@barcelosmariane)

O protagonista Marcus Bessa, aos 19 anos, já tem experiência com peças de teatro, musicais e trabalhos na TV, como Carinha de Anjo (do SBT) e Jezabel (série da Record). Ele também estará em Santos Dumont – Mais Leve que o Ar (futura produção da HBO, prevista para este ano).

“Tentava falar com a Thalita no Instagram”, contou o ator, que é fã da autora. “Um dia, recebi o áudio dela, porque eu fui fazer um teste e me aprovaram. Fiquei pensando tipo ‘Meu Deus, eu recebi o áudio da Thalita!'”.

Ele também ressaltou a diferença de fazer teatro e cinema: “No palco, a gente é muito expressivo. Já no cinema focamos mais no olhar, nos diálogos, então foi um grande desafio no cinema pra mim.”

“Eu chamo de ‘plincipe’, tipo o Cebolinha falando!”, elogiou Thalita logo após o comentário.

Em sua estreia como atriz, Fernanda Gentil interpreta Paloma, mãe de Rosa. Para a jornalista e apresentadora, o processo foi um pouco mais desafiante:

“Você não ser você diante da câmera é muito difícil, então a atuação foi um desafio para mim. […] E a Paloma tenta entrar, com muito amor, no mundo da filha. Por mais que erre, dê muita bola fora, ela sempre faz isso com todo o carinho.”

Fernanda Gentil como Paloma, em cena de “Ela Disse, Ele Disse” – Foto: Divulgação/Imagem Filmes

Durante o bate-papo, o tema Educação entrou no assunto, e eles comentaram um pouco sobre as experiências na época de colégio:

“O professor é incrível, porque você vai ganhando esse talento de educar alguém. Minha professora me ajudou muito na época de colégio, ela fez a diferença na minha vida, tanto no esporte quanto em outros assuntos”, disse Fernanda.

“Sou muito grato aos meus professores de teatro, do colégio. Eles tornaram minha experiência lá muito melhor. […] O mundo não seria nada sem o professor”, reforçou Marcus.

Já mais pro final, quando Fernanda foi responder sobre a dificuldade nos trabalhos, brincou dizendo: “O inspetor é o brother. Mas a direção da escola? Ferrou. Se a direção chama, é porque já era. E o professor, é claro, super importante na nossa educação. Merece todo o respeito.”

Fernanda Gentil durante o bate-papo – Foto: Mari Barcelos (@barcelosmariane)

Ela Disse, Ele Disse tem a distribuição da Imagem Filmes e coprodução da Globo Filmes. A estreia está marcada para 3 de outubro. Veja o trailer:

*Foto de destaque Mari Barcelos (@barcelosmariane)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui